Digite o termo que você deseja pesquisar:

warrant

De maneira geral, esse termo inglês significa ordem, título, documento, nota, etc.

Em alguns países da América Latina, a expressão “certificado de depósito e warrant” é usada para designar a guarda oferecida pelos Armazéns Gerais de Depósito (AGD), sob a justificativa de terem recebido determinadas mercadorias em depósito. Os AGDs são instituições cuja principal função é a custódia e conservação de bens, até que estes sejam distribuídos ou comercializados; o depositário recebe uma remuneração pelo serviço e entrega ao depositante o “certificado de depósito e warrant”, que é um título negociável (pode ser dado em garantia, endossado, vendido, servir de aval para um crédito, etc.). O “certificado de depósito” representa o direito de propriedade das mercadorias depositadas. O “warrant” representa o direito de garantia estabelecido sobre a mercadoria depositada. Ambos devem atender a determinados requisitos.

O termo serve para designar um tipo de derivativo financeiro, com características específicas. São títulos-valores negociáveis na Bolsa, que concedem a seu proprietário o direito (não a obrigação) de efetuar uma compra ou venda. Ele permite ao investidor observar a evolução do mercado financeiro durante um período de tempo, a fim de decidir se adquire ou vende (conforme o caso) o ativo no preço fixado. Ao adquirir os warrants, o investidor obtém um direito, pelo qual pagará um prêmio ou preço, não reembolsável. O direito permanecerá em vigor por um determinado período de tempo.

Tipo de derivativo financeiro (ver), opções materializadas em títulos negociáveis.

warrant

De maneira geral, esse termo inglês significa ordem, título, documento, nota, etc.

Em alguns países da América Latina, a expressão “certificado de depósito e warrant” é usada para designar a guarda oferecida pelos Armazéns Gerais de Depósito (AGD), sob a justificativa de terem recebido determinadas mercadorias em depósito. Os AGDs são instituições cuja principal função é a custódia e conservação de bens, até que estes sejam distribuídos ou comercializados; o depositário recebe uma remuneração pelo serviço e entrega ao depositante o “certificado de depósito e warrant”, que é um título negociável (pode ser dado em garantia, endossado, vendido, servir de aval para um crédito, etc.). O “certificado de depósito” representa o direito de propriedade das mercadorias depositadas. O “warrant” representa o direito de garantia estabelecido sobre a mercadoria depositada. Ambos devem atender a determinados requisitos.

O termo serve para designar um tipo de derivativo financeiro, com características específicas. São títulos-valores negociáveis na Bolsa, que concedem a seu proprietário o direito (não a obrigação) de efetuar uma compra ou venda. Ele permite ao investidor observar a evolução do mercado financeiro durante um período de tempo, a fim de decidir se adquire ou vende (conforme o caso) o ativo no preço fixado. Ao adquirir os warrants, o investidor obtém um direito, pelo qual pagará um prêmio ou preço, não reembolsável. O direito permanecerá em vigor por um determinado período de tempo.

Tipo de derivativo financeiro (ver), opções materializadas em títulos negociáveis.
Voltar