Tesouros da coleção Fundación MAPFRE – Obras em papel (2017)

Tesouros MAPFRE Tesouros MAPFRE

Em 2017, a visibilidade da Fundación MAPFRE nos principais veículos de comunicação do Brasil e nas mídias sociais foi reforçada com a realização da exposição “Tesouros da coleção Fundación MAPFRE – Obras em papel”.

A seleção de desenhos apresentados no Brasil abrange o período desde o final do século XIX até meados do século XX, precisamente no momento em que o desenho passava por uma dupla condição. Se por um lado foi um momento criativo para a execução final de outras obras, ao mesmo tempo, o desenho mostrava sua independência como arte plena e autossuficiente, deixando de ser um mediador, para se converter em obra de arte singular e autônoma ao longo do século XVIII.

O passeio pela exposição teve início com desenhos de artistas como Edgar Degas, Auguste Rodin, Egon Schiele e Pablo Picasso, que se embasaram na arte do novo século XX que estava por vir, com diversas transformações e um processo de renovação que desencadeou no período que hoje conhecemos como modernidade.

Todas as obras trazidas ao Brasil compõem o acervo da Coleção de Desenhos do Século XX, patrimônio da Fundación MAPFRE e que, nos últimos anos, foi exposto nos principais museus do mundo: Bass Museum of Art de Miami (2008), Museu de Arte de El Salvador (2015), Museu de Bellas Artes de Sevilla (2015) e Musée d'Art Moderne de Troyes (França, 2017).