Cultura

Cultura Cultura

O progresso por meio da cultura 

De acordo com a UNESCO, “A cultura constitui uma dimensão fundamental do processo de desenvolvimento e contribui para fortalecer a independência, a soberania e a identidade...” Seguindo esse princípio de cultura como ferramenta básica para o desenvolvimento das sociedades, a Fundación MAPFRE emprega tempo e recursos materiais, mas, acima de tudo, grandes doses de entusiasmo para aproximar a arte e a cultura dos cidadãos, através de exposições, atividades e publicações. Dessa forma, conseguimos materializar um dos ideais de atuação da Fundación: devolver à sociedade parte dos benefícios dela obtidos. 

Ao seu lado, onde você estiver 

Na expectativa de que nossas iniciativas alcancem o maior número possível de destinatários, incentivamos a criação e a divulgação de nossos projetos no site e nas redes sociais. A tecnologia on-line permitirá que os usuários aproveitem melhor nossas exposições, caso não possam comparecer pessoalmente, recordando exposições passadas ou complementando sua experiência com o mundo digital. Nesse sentido, contamos com visitas virtuais e visitas em formato VR às exposições de artes plásticas e fotografias já organizadas. Também publicamos os catálogos das exposições que realizamos em formato impresso, e na maioria das vezes em vários idiomas, alcançando, assim, um público maior.

Um milhão de visitantes no nosso site endossam nosso esforço.

Atualmente, temos 115.000 seguidores no Facebook, 60.000 no Twitter e 25.000 no Instagram. Criamos comunidades e seus membros são os melhores embaixadores do nosso trabalho.

Além disso, desenvolvemos projetos específicos para a web, como aquele dedicado às coleções artísticas da Fundación MAPFRE, onde é possível encontrar importantes obras em fotografia, desenho, pintura e gravura pertencentes à nossa coleção. 

A arte de mostrar arte 

Em 30 anos já organizamos mais de uma centena de exposições. A atividade desenvolvida baseia-se em uma ideia central: a complementariedade com as grandes iniciativas públicas. Dessa forma, através de um programa de exposições e publicações, realizamos uma revisão da arte, primeiro espanhola e depois internacional, em torno do início da Modernidade: arte, cultura e sociedade, desde fins do século XIX até meados do século XX. 
Além disso, em 2009 começamos nossa jornada em projetos de fotografia, área em que somos uma referência internacional. Nossa proposta é apresentar ao público o trabalho de fotógrafos que nunca foram exibidos na Espanha, ou que não fazem parte de coleções espanholas. Esse objetivo é alcançado com uma programação que combina mostras dedicadas aos grandes mestres do século XX e figuras consolidadas na fotografia contemporânea.

A Fundación MAPFRE conta com três salas de exposições, duas em Madrid e uma em Barcelona, com um total de 4.500 metros disponíveis para atender o objetivo de nosso trabalho: levar a arte para todos os públicos.

Em Madri contamos com duas salas. A sala Recoletos 23, uma área de cerca de 1.000 m2, onde são programadas exposições de artes plásticas. Desde 2016, nessa mesma sede, pode ser visitado o Espaço Miró, uma coleção de 65 obras de Joan Miró e cinco de Alexander Calder, cedidas, pelo menos durante cinco anos, e permanentemente expostas; já a sala de exposições Bárbara de Braganza 13, com seus 900 m2, oferece exposições de fotografia de renomados mestres. A programação de fotografia começou com a obra de Walker Evans e, desde então, o trabalho de outros grandes mestres clássicos, como Lewis Hine, Lisette Model, Cartier-Bresson ou Paul Strand já passaram por nossas salas. Também consideramos interessante divulgar o trabalho de fotógrafos contemporâneos, como Fazal Sheikh, Ana Malagrida, Lynne Cohen, Stephen Shore ou Josef Koudelka.

Em 2016, 1.400.000 pessoas visitaram as 22 exposições que organizamos na Espanha e em outros países ao redor do mundo.

Em outubro de 2015, uma data muito especial para nós, foram abertas as portas da sala de exposições Casa Garriga Nogués da Fundación MAPFRE em Barcelona. Esse fato representa o auge de uma trajetória de parcerias com a cultura catalã, desenvolvida desde o início da nossa atividade. Contamos com um espaço de exposições com cerca de 2.700 m2 para acomodar as correntes artísticas que representam os primórdios da Modernidade e os grandes mestres da fotografia. A Casa Garriga Nogués é um edifício emblemático da cidade, que combina diferentes estilos arquitetônicos, como a decoração rococó e elementos clássicos e modernistas. 

Colecionamos 

Nossas coleções são o resultado de anos de trabalho durante os quais voltamos nossa atenção para atividade em papel, com a convicção de que os desenhos refletem a primeira e mais sincera inspiração do artista. A partir de 2017, incorporamos a fotografia à coleção, dado seu papel essencial como linguagem do século XX e sua capacidade única de documentar e capturar a realidade. As coleções da Fundación MAPFRE podem ser consultadas no site

Interessados na divulgação 

Com o intuito de divulgar e aproximar nossas atividades de todos os públicos, desde 2004 uma equipe pedagógica oferece um amplo e variado programa de atividades sobre as exposições, voltado ao público infantil e juvenil, tanto em um contexto escolar como familiar. Oferecemos duas atividades permanentes sobre nossas exposições: visitas workshop e visitas dinâmicas.

As visitas workshop concentram-se na análise e estudo de quatro ou cinco obras, que, através de conversas e jogos, facilitam a compreensão e uma análise crítica da arte. Após a visita à exposição, há uma proposta criativa no workshop.

As visitas dinâmicas às exposições favorecem o diálogo com as obras de arte e proporcionam ferramentas para o aprendizado, interesse e prazer da cultura. 

Atendemos grupos com necessidades especiais 

Nossa equipe pedagógica dedica uma atenção diferenciada às pessoas com necessidades especiais, a fim de facilitar o seu acesso e o conhecimento das atividades.

Organizamos atividades inclusivas e específicas adaptadas às necessidades do público. As pessoas com deficiência visual contam com conteúdo de audiodescrição nos audioguias de nossas exposições. As pessoas com deficiência auditiva também podem solicitar vídeo guias em linguagem de libras, em espanhol e catalão, e assim aproveitar as visitas guiadas.